Sal Salgado, Diamante é!

O que é o sal, é talvez das perguntas mais elementares. Nas nossas cozinhas todos temos esse ingrediente tão comum à mão: o sal. Mas já olhámos para ele enquanto estrutura?

O sal tal como o diamante é um cristal, que se forma sobre a acção da água, pressão e a existência de um elemento… é claro que o diamante é mais valioso, raro e demora mais tempo a se formar.

E apesar de ambos surgirem da benevolência da natureza, sob condições especificas; o sal surge da água do mar, no verão, quando esta evapora sob a pressão de sua concentração, ou seja, da alegre dança entre o sol, o vento e a água na salina numa perfeita conjugação que se repete à seculos, ritmada pelas estações do ano e pelo engenho do homem que recolhe o que a natureza lhe providência para sua sobrevivência.

Esse cristal de sal que causou tantas guerras pela sua posse como presenteia tantos sabores em redor da mesa. 

 

E será que todo o sal surge do mar?

Na sua origem sim. As minas ou jazidas de sal, como as de Loulé ou Rio Maior já foram mar. Devido aos movimentos das placas tectónicas, algumas plataformas terrestres, continentes, subiram isolando alguns mares de seus afluentes, pelo que esses mares secaram com o decorrer do tempo, tendo alguns ficado ainda cobertos de terra, rochas e fossilizado.

Em alguns casos as placas continentais subiram tão alto que há sal nas montanhas, como na cordilheira dos Himalaias. No caso da Salmarim, a nossa água chega do Oceano Atlântico pela força das marés, produzindo sal em salinas costeiras de evaporação solar. Este é o processo com menor intervenção humana, onde a evaporação sucede de modo natural em equilíbrio com a natureza, mas depende da localização geográfica, porque é necessário um clima quente e seco. 

Sal Salgado
Sal Diamante

E como o mar é salgado e os rios têm água doce?

A água provém da chuva, que no seu caminho até ao mar arrasta pequenos elementos que vão enriquecer o mar tornando-o salgado, e que na sua constituição média tem 35g de sais por 1 litro de água. Ou seja, para obter 1kg de sal marinho tem de se evaporar 28,5l de água do mar. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) um individuo adulto necessita de 5g de sal por dia, o que representa 1,825Kg por ano, que representam 365l água do mar, tantos como os dias do ano. Contudo alguns alimentos também contêm sal, o que significa que ingerimos sal também através dos alimentos.

 

E o que torna o sal tão importante em nossas casas?

Além de ser essencial ao perfeito funcionamento do nosso organismo na quantidade correcta, o sal tempera os alimentos que comemos, daí chamarmos o sal de caviar dos pobres, porque realça os sabores, o que nos proporciona mais prazer em redor da mesa. Mas nem sempre foi assim, pois antes de existir o frigorifico, as casas tinham uma divisão com uma caixa com sal: a salgadeira, na qual se conservavam os alimentos como a carne ou o peixe ao longo do ano, mas essa será outra história com sal.

O importante é consumir sal sempre com prazer... mas com moderação.

Bom apetite!

Salinas Salmarim